A Missão‎ > ‎

Despensa Comunitária

A Despensa Comunitária é um serviço de ajuda fraterna em comunidade que nasceu na Comunidade Redentorista de Gaia e, entretanto, juntou também a do Porto. A ideia é simples: todos nós encontramos situações de carência ou dificuldade. Às vezes, queremos ajudar mas não conseguimos fazê-lo da maneira correcta, por estarmos sozinhos, ou por nós próprios também lidarmos com dificuldades. Outras vezes, sentimos que até conseguimos dar uma ajuda pontual, mas aquelas pessoas precisam de um apoio mais estruturado e sistemático. 

Então, se um não pode sozinho, deve sentir que, em comunidade, "tem as costas quentes". A Comunidade ajuda a ajudar. Não substitui. Não faz assistencialismo aos pobres. Simplesmente, dá a cada membro da Comunidade a oportunidade de poder ajudar aquelas pessoas ou vizinhos que estão a passar por dificuldades. 

Para isso, criámos a Despensa Comunitária, para recolha de bens alimentares e donativos em dinheiro. O método de recolha é simples: há uma equipa responsável, a quem chegam os pedidos na Comunidade, e que vai gerindo o stock de alimentos (ou outros bens) que existe. Quando é preciso reforço, faz-se um apelo no final da Eucaristia (em Gaia, a celebração das 19h ao Sábado; no Porto, a celebração das 11h ao Domingo) em que se diz o que é preciso trazer. 

Na semana seguinte, esses bens são entregues na Eucaristia, no momento do Ofertório, tornando a Mesa Eucarística ainda mais bonita, "enfeitada" em toda a volta com os dons da generosidade comunitária. Tudo isso é imediatamente recolhido na Despensa Comunitária, que fica no nosso Seminário Cristo Rei, em Gaia, por ter sido criado lá um espaço específico para isso. Depois de tudo inventariado, é daí que as coisas saem para as mãos daqueles membros da Comunidade que estão a ajudar as pessoas que conhecem com dificuldades: amigos, vizinhos, familiares, etc. 

"Porque nem só de pão vive o homem", nem sequer os pobres, o fundamental nesta iniciativa é a criação de relações de proximidade. Não se trata de dar apenas coisas ou alimentos ou ajudar a pagar uma botija de gás. Esse é apenas o lado mais visível de uma amizade que se deve ir aprofundando entre as pessoas, para não haver uma relação de "alguém que ajuda e alguém que é ajudado", mas uma relação entre amigos que põem a vida e os bens em comum.

Neste momento, a Despensa Comunitária apoia mais de vinte famílias, no silêncio eficaz da "mão esquerda que não sabe o que faz a direita", como manda o Evangelho.

Mas se alguma vez vierem aqui à celebração das 11h e no fim ouvirem pedir feijão ou cereais para pequeno almoço, já sabem do que se trata... Depois, é só voltar na semana seguinte e trazer. No Ofertório fazemos a procissão mais linda que há: a procissão dos dons.